sexta-feira, 10 de agosto de 2018

O divino conhecimento de Ợbàtálá e a verdadeira glória de um homem


Igba Ợbàtálá

Há muitas bênçãos, dons e dotes que recebemos de Olódùmarè Agòtún pela bênção de simplesmente nascermos. Elevação da mente e caráter nobre não é algo com o qual nascemos. Uma mente de qualidade divina e um caráter elevado deve ser e só pode ser adquirido através da prática e do trabalho diligente.
Por que reverenciamos, honramos e adoramos Òrìşàala?
Quem é Òrìşànlá que inspira confiança em nós, que nos enobrece e nos enche de grande afeto e dignidade?
O que torna Ợbàtálá Ợbàtasa Ợba Takun-takun tão venerável, cativante e atraente?
Não é a qualidade divina de sua mente?
Não é seu caráter, comportamento, conduta e comportamento elevados e inigualáveis?
Quem é como Ợbàtálá?
Ele é inigualável em conduta e sabedoria!
Nós também podemos transformar e elevar nossas vidas a um nível divino e sublime, aqui e agora, se nos dedicarmos a adquirir caráter divino e pensamentos puros.

Quando consideramos Ợba-Òrìşà Ợbàtálá, há uma palavra que vem à mente: Dignidade!
A dignidade vem através da assimilação e prática do conhecimento divino e ações altruístas realizadas sem arrogância, fanfarra, ostentação, vaidade e pretensão.
Quem é humilde, corajoso e sincero como Ợbàtálá?
Nós também devemos cultivar e manter a humildade, a coragem e a inocência. Ợbàtálá é sempre grato e agradecido por qualquer serviço sincero ou favor prestado a ele ou realizado em seu nome. Ợbàtálá facilmente se sente em dívida com aqueles que o adoram adorando-o com suas próprias qualidades divinas. Ợbàtálá representa a verdadeira masculinidade.
Quanto o nosso mundo precisa de homens de verdade, homens viris, homens corajosos, homens valentes, homens destemidos, homens possuidores de caráter, virtude, paciência, coragem e perseverança ?!
Nosso mundo precisa de homens que saibam assumir responsabilidades e saibam como realizar tarefas divinamente atribuídas. Precisamos de homens confiáveis, resilientes e honestos para ajudar a promover o avanço da civilização mundial e da cultura divina. Tal homem divino era Ợbàtálá e não devemos apenas desejar e aspirar a ser como Ợbàtálá, devemos ser realmente assim. Olódùmarè não vai "magicamente" nos tornar homens assim. Temos que querer ser assim e temos que perseguir, inculcar e dominar a disciplina divina e a ciência de Ợbàtálá. Devemos sair da ignorância, da imaturidade e da preguiça, se recusarmos aceitar o desafio de nos tornarmos seres humanos divinos, então nossa mente estará sempre inquieta e nossa vida nunca será verdadeiramente cumprida, satisfeita e realizada.
Precisamos aprender a afastar o egoísmo e a mesquinhez de nossas vidas, e devemos aprender a praticar amor genuíno, generosidade e retidão. Devemos colocar de lado o desejo de ser visto, reconhecido e aplaudido pelos outros por nossos gentis atos de serviço e generosidade. Devemos amar fazer o que é certo e simplesmente por amor à justiça e à retidão, e não sermos vistos, reconhecidos e aplaudidos pelos outros. Ợbàtálá é o rei, líder e chefe de todos os Irunmọlẹ. Ele é realmente merecedor e digno de ser Ợba-Òrìşà, mas ele nunca é influenciado ou cheio de orgulho, presunção, ostentação e fingimento.
Ele nunca se sente ou acha que é melhor ou superior aos outros. Embora ele seja o rei de todos os Irunmọlẹ, ele não pensa e se comporta como se soubesse tudo. Ele humildemente e com apreço recebe conselhos, explicações e orientações de Òrúnmìlà, que é seu ministro pessoal e conselheiro.
Ele nunca dá a impressão, através de seu comportamento, de que ele é melhor e mais merecedor que os outros. Não é este o motivo pelo qual o amamos tanto e estamos dispostos a fazer qualquer coisa por ele?!
Ele trata tudo com dignidade, simpatia e respeito. Ele se relaciona com todos com carinho, simpatia e carinho. Ele é inflexível no desempenho de seus deveres e defende com equidade a justiça, a lei e a ordem em seu domínio. Nós também devemos adotar as perspectivas e os modos de Ợbàtálá.
Ele é Oba Iwa. Nós também devemos nos tornar senhores e reis do bom caráter, nobre comportamento e santa disciplina. Ợbàtálá não é covarde. Ele é o homem por excelência. Valoroso, corajoso, inabalável e destemido. É hora de reviver o culto da masculinidade divina, porque sem ela toda a dignidade, ordem e retidão serão perdidas. Devemos lutar, derrotar e superar os Elénìní internos e externos e o Ajogùn da avareza, ganância, raiva, ódio, decepção e luxúria. Temos de resistir a todos os que promovem a injustiça, a desordem e a malícia com coragem, sagacidade, paciência e determinação. Nós devemos ser gentis, mas firmes. Devemos ser gentis e acessíveis, mas não crédulos, fracos e servis. Aquele que leva uma vida honesta e está sempre pronto para ajudar e auxiliar os necessitados sem exibir e cantar seus próprios elogios, levar uma vida digna, uma vida divina, uma vida de Ợbàtálá.
O verdadeiro conhecedor e adorador de Ợbàtálá é aquele que deleita e glorifica apenas uma coisa: cultivar, aperfeiçoar e exibir as qualidades piedosas e os sintomas auspiciosos da santidade divina, retidão, integridade, coragem e devoção ao que é certo, correto e limpo. Não é por acaso que Ợbàtálá dorme em branco, desperta em branco e conduz todos os seus assuntos em branco, sem nunca ficar manchado. Não, não é por acaso. Ợbàtálá é assim porque esse é o caminho que ele escolheu para viver e determinou que ele viveria independentemente do que os outros fazem ou não fazem. Ợbàtálá não muda seus hábitos sagrados e conduta cativante, caráter e personalidade, porque outros mudaram seus bons hábitos por maus hábitos.
Ợbàtálá nunca abandona seus princípios e maneiras, mesmo que os outros abandonem seus bons princípios e caminhos anteriores. Não admira que ele seja o grande rei, o verdadeiro homem viril, o filho muito amado de Olódùmarè, porque ele traz honra, deleite, orgulho sadio e boa reputação para seus Oluwo, Baba e Olódùmarè. Ser um ser humano significa ser divino em pensamentos, palavras e ações. Ser humano significa ser generoso, gentil, justo e imparcial. Qualquer coisa menos que isso e deixamos de ser humanos, mesmo que fisicamente pareçamos assim. Existem muitos animais cruéis com rostos humanos no mundo! Existem muitos humanos apenas no nome. Sejamos seres humanos verdadeiros e completos, seguindo a ciência e os caminhos de Ợbàtálá, que nos revelam, de uma forma cristalina, o que consiste na glória de um homem.

Eeepa Òrìşà! Òrìşà Eeepa!
Ela ‘boru. Ela ‘boye. Ela ‘bosise.

Oluwo Fasola Faniyi Babatunde

Tradução: Odé Ợlaigbò


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Culto Tradicional Yorùbá, vem resgatar nossa cultura milenar, guardada na cabaça do tempo.